A mágica se chama suor

A mágica se chama suor
Onde você se imagina daqui a 5, 10, 15 anos? Quem nunca ouviu essa pergunta durante um processo seletivo? Quando o assunto é carreira e vida profissional, é normal que o candidato responda que almeja um cargo de liderança, uma posição de gerência, diretoria…tem gente que até diz que quer ser presidente da empresa para a qual pleiteia a vaga. Ninguém é impedido de sonhar e certas ambições até podem favorecer o candidato, mas aí vem mais uma pergunta: e o que você vai fazer para atingir esse objetivo?

Sucesso profissional não cai no colo de ninguém ao menos que você se esforce para isso. Na autobiografia de Usain Bolt, o velocista jamaicano conhecido como o homem mais rápido do mundo, há uma passagem que conta sobre vontade de conquistar algo versus esforço. Em agosto de 2007, na final do Campeonato Mundial no Japão, Bolt perdeu nos 200 metros para o americano Tyson Gay, que na ocasião bateu o recorde do campeonato. Ele conta que, ainda sem acreditar no resultado, foi questionar seu treinador sobre "como ele tinha perdido" e recebeu a seguinte resposta: "Você está fazendo parte do trabalho e, sim, parece difícil, mas você precisa fazer tudo. Leve isso a sério, porque você tem velocidade, mas precisa de mais força". Bolt entendeu, da pior maneira possível, que não estava se esforçando suficiente e que a diferença era que Tyson tinha uma reserva de energia, fruto de muito treino, mas que a dele tinha acabado.

Depois de trabalhar mais de 20 anos com recrutamento, Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half Recrutamento, questiona se as pessoas realmente sabem que para vencer é preciso esforço e suor. Thomas Edison, um dos mais célebres inventores dos últimos séculos, disse, em certa ocasião, que "a genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração". Frase conhecida e replicada muitas vezes no ambiente corporativo, mas em alguns casos não entendida completamente. Mantovani frisa: "não existe mágica, a mágica é o suor". Suor que equivale desde ao esforço físico no desempenho das tarefas até mesmo esforço mental ao desenvolver estratégias, gerir pessoas e seus anseios e ainda atingir metas da empresa.


Chegando ao topo
Abaixo, Mantovani lista algumas dicas que podem te ajudar a atingir teus objetivos:
  1. Tenha um plano - Saber qual caminho você deseja seguir é o que fará com que você saiba quais são as melhores maneiras de chegar lá.
  2. Prepare-se - Estude e atualize-se sempre para manter o desenvolvimento de suas habilidades profissionais.
  3. Esforce-se - Esteja preparado para perder algumas noites de sono, passar por estresse e dedicar seu tempo ao trabalho, pois nada cai do céu.
  4. Relacione-se - Trabalhe constantemente no seu network por meio de eventos, palestras e grupos de discussões.
  5. Comunique-se - Converse, opine e ouça. Faça-se presente com suas ideias, mas esteja disposto a escutar. Comunicação é uma via de mão dupla e o sucesso estar em captar sempre e de todos os melhores ensinamentos.

Eles suaram
Além de Bolt, que percebeu a importância de, literalmente, correr atrás de seu sucesso, outros grandes nomes "suaram" para chegar ao topo. O golfista Tiger Woods, por exemplo, disse certa vez que "passou a ter sorte depois que começou a treinar 10 horas por dia". E se ainda não estiver convencido da importância do suor, lembre-se de uma das frases de Mark Zuckerberg: "Algumas pessoas sonham com o sucesso, enquanto outras acordam e trabalham duro para isso".



Texto de Fernando Mantovani publicado originalmente no site Exame.com e adaptado para este site.

FORMAS DE PAGAMENTO

REDES SOCIAIS